Momento café

A conquista do atlântico em duplas

Domingo, dia 27 de outubro de 2019, três classes de barcos – Class40, Multi50 e IMOCA60, partirão de Le Havre (França) rumo a Salvador da Bahia pela Transat Jacques Vabre. Um percurso de alto nível esportivo que exige total superação dos participantes na travessia do Atlântico de Norte a Sul entre a França e o Brasil.

Ler mais

Regata Transat Jacques Vabre atinge 7 milhões de euros em impacto econômico

Edição 2017 da prova entre França e o Brasil levou 480 mil visitantes vila da regata em Le Havre durante 10 dias de evento

Ler mais

Regata Transat Jacques Vabre atinge 7 milhões de euros em impacto econômico

A Transat Jacques Vabre, uma das principais regatas do mundo, divulgou nesta terça-feira (4) os números de impacto econômico da edição 2017, disputada de Le Havre, na França, até Salvador, na Bahia. A prova disputada em duplas contou com 37 barcos de quatro classes diferentes, incluindo uma tripulação brasileira no veleiro Mussulo 40 Team Angola Cables.

Segundo dados da MKTG, do grupo francês Keneo, a Transat Jacques Vabre gerou 7 milhões de euros (mais de 30 milhões de reais). os 10 dias de Vila da Regata em Le Havre, na cidade-sede da prova, 480 mil visitantes passaram pelos estandes e atrações oficiais.

A pesquisa foi encomendada pela prefeitura de Le Havre, local da partida dos barcos na França, e pela marca de café Jacques Vabre. A regata foi apontada também como um dos principais eventos esportivos de 2017! Dados do Google indicam que a Transat Jacques Vabre foi a segunda prova de oceano mais procurada no site.

Ainda segundo o estudo, 93% das pessoas que se dizem entusiastas da vela conhecem a competição, também chamada de Regata do Café. Em paralelo, o número de pessoas que não conhecem o evento diminuiu significativamente em um ano: de 21% em 2016, para 17% em 2017. Já a taxa de interesse do público em geral é próxima ao do Tour de France, de 36%.

 

Impacto midiático

Os números de mídia também são expressivos tanto na França, quanto no Brasil. Foram 38,5 milhões de euros de retorno midiático na França e 18 milhões de reais no Brasil. Apesar da diferença entre os dois países, o retorno brasileiro é um forte atrativo para que o evento continue no Brasil em 2019. Com transmissão ao vivo pelo canal France 3, o momento da largada da regata foi acompanhado por mais de 830 mil telespectadores, além da retransmissão feita em diversos suportes na Internet e nas redes sociais.

No Brasil, a transmissão ganhou envergadura nacional com matérias na TV Brasil, Band, além das afiliadas Rede Bahia (Globo) e TV Itapoan (Rede Record). Jornais e mídias de esporte prestigiadas no Brasil como LANCE! e Torcedores.com também fizeram a cobertura da regata.

 

Sobre a regata

A Transat Jacques Vabre é a mais longa regata transatlântica da história e a única a cruzar os Hemisférios Norte e Sul. Desde a sua criação em 1993, a largada é dada na cidade de Le Havre, na Normandia (França), com destino a um país produtor de café.

Na percepção do público, a regata é associada a um “feito esportivo” e à imagem de “superação humana” (para 95% das pessoas abordadas na sondagem), além de ser considerada uma aventura (para 92% delas).

Embora o Brasil tenha um currículo vitorioso em Olimpíadas, a Transat Jacques Vabre é uma das poucas competições em que o país fez história na vela de oceano. Em 2005, Walter Antunes foi o primeiro brasileiro a fazer o mesmo trajeto entre Le Havre e Salvador. Já em 2015, o campeão olímpico Edu Penido e Renato Araújo formaram a primeira equipe canarinho.

Foi no ano passado, no entanto, que o Brasil lacrou sua melhor participação em 25 anos de regato. O baiano Leo Chicourel, ao lado do angolano José Guilherme Caldas, terminou a prova na 11ª posição entre os barcos Class40.

Se o número de participantes brasileiros continua modesto, Brasil é o país que mais vezes recebeu o evento. Com uma edição a cada dois anos, Salvador foi a cidade de chegada de 2001 a 2007, retornando em 2017. Já em 2013 e 2015, foi a cidade catarinense de Itajaí a segunda representante brasileira.

Jovens franceses participam do Campeonato Brasileiro de Optimist em Salvador

Durante a chegada dos barcos da Transat Jacques Vabre 2017 em Salvador (BA), no último mês de novembro, uma convenção foi assinada entre a Liga de Vela da Normandia, o Yacht Clube da Bahia e a Federação Baiana de Vela. O objetivo: criar um projeto de cooperação internacional para que franceses e brasileiros velejem juntos.

Ler mais

Edição de 2017 encerra com premiação dos campeões em Paris

Quebra de recordes e campanha inédita angolano-brasileira marcam edição da maior regata transatlântica

Ler mais

Esprit Scout encerra Transat Jacques Vabre

Barco de Marc Dubos e Jacques-Arnaud Seyrig conclui regata em 27 dias. De todos os 37 barcos que deixaram Le Havre, em 5 de novembro, 31 chegaram a Salvador, na Bahia. 

Ler mais

ÚLTIMAS MILHAS PARA ESPRIT SCOUT

O Esprit Scout, último barco ainda em prova, é esperado em Salvador na manhã de sábado (02) em Salvador. Marc Dubos e Jacques-Arnaud Seyrig completaram 93% do trajeto de mais de 8 mil quilômetros até o momento. A previsão de chegada mais atualizada indica que a dupla francesa deve cruzar a linha entre 9h e 11h (hora local), mesmo momento em que estará acontecendo a premiação oficial dos primeiros colocados de cada classe no Salão Náutico de Paris.

Vídeo especial da chegada do Mussulo 40 Team Angola Cables na Transat Jacques Vabre

José Guilherme Caldas e Leonardo Chicourel completam a regata e são recebidos com muita festa na Bahia. VEJA O VÍDEO

Ler mais

Assista a entrevista dos velejadores do Mussulo 40 Team Angola Cables após chegada

Barco completou a regata em 21 dias e 22 horas. Leonardo Chicourel e José Guilherme Caldas falaram no píer do Terminal Turístico Náutico da Bahia na manhã desta segunda-feira (27).

 

Ler mais

Transat Jacques Vabre: Brasileiros prometem nova campanha em 2019

Dupla José Guilherme Caldas e Leonardo Chicourel completou regata de 8 mil quilômetros em 21 dias, 22 horas e 59 minutos, com média de velocidade de 8,26 nós - 15,29 km/h

Ler mais